4 de fevereiro de 2011

Que me perdoe Almada Negreiros mas...............não resisti !!!


Manifesto anti-engenhêro

BASTA PUM BASTA!

UMA GERAÇÃO, QUE CONSENTE DEIXAR-SE REPRESENTAR POR UM “Engenhêro” É UMA GERAÇÃO QUE NUNCA O FOI! É UM COIO D'INDIGENTES, D'INDIGNOS E DE CEGOS! É UMA RÊSMA DE CHARLATÃES E DE VENDIDOS, E SÓ PODE PARIR ABAIXO DE ZERO!

ABAIXO A GERAÇÃO!

MORRA O “Engenhêro”, MORRA! PIM!

UMA GERAÇÃO COM UM “Engenhêro” A CAVALO É UM BURRO IMPOTENTE!

UMA GERAÇÃO COM UM “Engenhêro” À PROA É UMA CANÔA UNI SECO!

O “Engenhêro” É UM CIGANO!

O “Engenhêro” É MEIO CIGANO!

O “Engenhêro” SABERÁ inglês, SABERÁ mentir, SABERÁ iludir, SABERÁ FAZER jogging p'ra inglês ver SABERÁ TUDO MENOS governar QUE É A ÚNICA COISA QUE ELLLE FAZ!

O “Engenhêro” PESCA TANTO DE política QUE ATÉ FAZ scuts COM pré-pagamentos.

O “Engenhêro” É UM HABILIDOSO!

O “Engenhêro” VESTE-SE MAL!

O “Engenhêro” USA CEROULAS DE MALHA!

O “Engenhêro” ESPECÚLA E INÓCULA OS CONCUBINOS!

O “Engenhêro” É “Engenhêro”!

O “Engenhêro” É José!

MORRA O “Engenhêro”, MORRA! PIM!...

O “Engenhêro” É UM CIGANÃO!

NÃO É PRECISO IR P'RÓ ROCIO P'RA SE SER UM PANTOMINEIRO, BASTA SER-SE PANTOMINEIRO!

NÃO É PRECISO DISFARÇAR-SE P'RA SE SER SALTEADOR, BASTA governar COMO o “Engenhêro”! BASTA NÃO TER ESCRÚPULOS NEM MORAES, NEM ARTÍSTICOS, NEM HUMANOS! BASTA ANDAR CO'AS MODAS, CO'AS POLÍTICAS E CO'AS OPINIÕES! BASTA USAR O TAL SORRISINHO, BASTA SER MUITO DELICADO E USAR Armanis E OLHOS MEIGOS! BASTA SER JUDAS! BASTA SER “Engenhêro”!

MORRA O “Engenhêro”, MORRA! PIM!

O “Engenhêro” NASCEU PARA PROVAR QUE, NEM TODOS OS QUE governam SABEM governar!

O “Engenhêro” É UM AUTOMATO QUE DEITA PR'A FÓRA O QUE A GENTE JÁ SABE QUE VAE SAHIR... MAS É PRECISO DEITAR DINHEIRO!

O “Engenhêro” É UM SONETO D'ELLE-PRÓPRIO!

O “Engenhêro” EM GÉNIO NUNCA CHEGA A PÓLVORA SECCA E EM TALENTO É PIM-PAM-PUM!

O “Engenhêro” NÚ deve ser HORROROSO!

É impossível que o “Engenhêro” não cheire MAL DA BOCA!

MORRA O “Engenhêro”, MORRA! PIM!

O “Engenhêro” É O ESCARNEO DA CONSCIÊNCIA!

SE O “Engenhêro” É PORTUGUEZ EU QUERO SER HESPANHOL!

O “Engenhêro” É A VERGONHA DA INTELLECTUALIDADE PORTUGUEZA! O “Engenhêro” É A META DA DECADÊNCIA MENTAL!

E AINDA HÁ QUEM NÃO CÓRE QUANDO DIZ ADMIRAR O “Engenhêro”!

E AINDA HÁ QUEM LHE ESTENDA A MÃO!

E QUEM LHE LAVE A ROUPA!

E QUEM TENHA DÓ DO “Engenhêro”!

E AINDA HÁ QUEM DUVIDE DE QUE O “Engenhêro” NÃO VALE NADA, E QUE NÃO SABE NADA, E QUE NEM É INTELLIGENTE NEM DECENTE, NEM ZERO!...

… CONTINUE O SENHOR “Engenhêro” A governar ASSIM QUE HÁ-DE GANHAR MUITO CO fmi E HÁ-DE VER, QUE AINDA APANHA UMA ESTÁTUA DE PRATA POR UM OURIVES DO PORTO, E UMA EXPOSIÇÃO DAS MAQUETES P'RÓ SEU MONUMENTO ERECTO POR SUBSCRIÇAO NACIONAL DO SÉCULO A FAVOR DOS FERIDOS DA GUERRA, E A PRAÇA DE CAMÕES MUDADA EM PRAÇA DO “Engenhêro”, E COM FESTAS DA CIDADE P'LOS ANNIVERSÁRIOS, E SABONETES EM CONTA “Engenhêro”» E PASTAS “Engenhêro” P'RÓS DENTES, E GRAXA “Engenhêro” P'RÁS BOTAS, E NIVEINA “Engenhêro”, E COMPRIMIDOS “Engenhêro” E AUTOCLISMOS

“Engenhêro” E “Engenhêro”, “Engenhêro”, “Engenhêro”, “Engenhêro”... E LIMONADAS “Engenhêro” - MAGNESIA.

E FIQUE SABENDO O “Engenhêro” QUE SE UM DIA HOUVER JUSTIÇA EM PORTUGAL TODO O MUNDO SABERÁ QUE O AUTOR DOS LUZÍADAS É O “Engenhêro” QUE N'UM RASGO MEMORÁVEL DE MODÉSTIA SÓ CONSENTIU A GLÓRIA DO SEU PSEUDÓNIMO CAMÕES.

E FIQUE SABENDO O “Engenhêro” QUE SE TODOS FÔSSEM COMO EU, HAVERIA TAES MUNIÇÕES DE MANGUITOS QUE LEVARIAM DOIS SÉCULOS A GASTAR.

MAS JUYGAES QUE N'ISTO SE RESUME A política PORTUGUEZA? NÃÓ! MIL VEZES NÃO!

…PORTUGAL QUE COM o “Engenhêro”, CONSEGUIU A CLASSIFICAÇÃO DO PAIZ MAIS ATRAZADO DA EUROPA E DE TODO OMUNDO! O PAIZ MAIS SELVAGEM DE TODAS AS ÁFRICAS! O EXILIO DOS DEGRADADOS E DOS INDIFERENTES! A AFRICA RECLUSA DOS EUROPEUS! O ENTULHO DAS DESVANTAGENS E DOS SOBEJOS! PORTUGAL INTEIRO HA-DE ABRIR OS OLHOS UM DIA - SE É QUE A SUA CEGUEIRA NÃO É INCURÁVEL E ENTÃO GRITARÁ COMMIGO, A MEU LADO, A NECESSIDADE QUE PORTUGAL TEM DE SER QUALQUER COISA DE ASSEIADO!

MORRA O “Engenhêro”, MORRA! PIM!

Basta pum basta! Não quero ouvir mais!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário