5 de novembro de 2010

Sócrates não mente, falta à verdade.


Foto retirada da capa do Jornal de Negócios

Como ele dizia
Por Rodrigo Robustinho

Um dia em que se achou mais pachorrento (como referia Bocage), numa conversa sobre o inefável Soares, dizia-me Mário Cesariny: "Quando esta malta acordar do sonho de ouro falso em que este sedutor da política os mergulhou, vão perguntar-se perplexos: Mas como é que este manguelas subiu tanto e tão alto? Como é que eu consenti?".
Digo o mesmo em relação a Sócrates. Quando os henriques netos se multiplicarem e cairem em si, vão questionar-se: como é que um compulsivo autoritário e...inverdadeiro pôde chegar a primeiro-ministro e tão destacadamente? Estávamos todos cegos???



Sem comentários:

Enviar um comentário